Conteúdo Patrocinado

Paula Souza fala sobre perspectivas para o mercado imobiliário em 2022: ‘Garantia financeira e emocional’

‘O setor imobiliário sempre foi, e sempre será, a opção mais segura em momentos instáveis, isso porque sempre busca preservar o capital e renda’, afirma a diretora da Daterra Imóveis

Beatriz Rodas
21/01/22 às 14h25

Após dois anos de pandemia da Covid-19, já é possível ver os efeitos antes e durante, e considerar projeções sobre o pós-pandemia para o mercado imobiliário.

Os anos de 2020 e 2021 foram de lições para o setor imobiliário. Renegociações de aluguel, trocas de índices de reajuste, isenções de multas entre outras situações. No aspecto de compra e venda, foram anos de oportunidades para aquisição de imóveis com ótimas taxas de juros, e bastante oferta. 

Os últimos dois anos transformaram a forma de trabalho das imobiliárias. Para os corretores, o trabalho remoto ganhou força e mostrou que é possível manter um fluxo de vendas, mesmo que a distância, por meio de softwares e plataformas que organizam e otimizam a rotina de trabalho.

Paula Souza, diretora da Daterra Imóveis, afirma que “não podemos deixar de lembrar que tempos difíceis geram homens fortes, e é assim que faremos; 2020 e 2021 foram dois anos que ficarão para a história pela reviravolta global em razão da pandemia. Agora teremos o ano de 2022 para virar o jogo, para fazer acontecer”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

PROJEÇÕES

Sobre o assunto, a diretora acrescenta: “A pandemia nos trouxe mudanças comportamentais, em especial ao cenário imobiliário. Em virtude da insegurança pelo contato social, trabalhos em home office, entre outras consequências pandêmicas. Contudo, o mercado imobiliário encontrou novos cenários, novas exigências, novas situações… Mas se adequou, se transformou e traça novos rumos e perspectivas para 2022”.

De modo geral, 2022 pode ser denominado como “o ano da retomada”. Após tantas mudanças e especulações, agora os brasileiros - e os três-lagoenses - já sabem como lidar com o cenário econômico e social pós-covid.

O empreendedor voltou a planejar e agir, jovens e adultos de meia-idade já voltaram à busca pela independência, as faculdades já retornaram às aulas presenciais - como a maioria dos regimes de trabalho e estudo; entre outras questões do mercado de trabalho que envolvem diretamente o mercado imobiliário.

“Acredito que moradia própria tenha se tornado a prioridade número 1 de todos - pelo menos da maioria. Garantir o porto seguro, um lugar para chamar de seu no final do dia, seja pelo imóvel locado ou próprio, é a prioridade que todos almejam para superar qualquer outra fase instável de pandemia”, comenta Paula.

O QUE ESPERAR DE 2022?

Esta talvez seja a “pergunta do milhão” quando o assunto é imóveis - comerciais, residenciais, etc. Para Paula, “2022 será um ano de eleições e anos políticos são sempre marcados por serem anos instáveis, em que as pessoas ficam incertas sobre a economia, investimentos (investir ou não investir), enfim… Sobre o futuro econômico geral. Mas o setor imobiliário sempre foi - e sempre será - a opção mais segura em momentos instáveis. Isso porque sempre busca preservar o capital e renda”.

“O retorno financeiro garantido pelo investimento imobiliário pode sofrer algumas variações, mas será sempre seguro e certeiro. Falar em investimento imobiliário nos induz a pensar em garantia, seja ela emocional ou financeira”, acrescenta.

JUROS E INFLAÇÃO 

Não foi só o preço da carne ou da gasolina que sofreram alterações nos últimos semestres, mas, no ramo imobiliário, há explicação e otimismo.

“Embora os últimos tempos tenham sido marcados por alta de juros e inflacionária, não tivemos o mesmo percentual aplicado às prestações de financiamento bancário. Isso nos leva a concluir que mesmo com as variações ocorridas em nosso setor, não tivemos crises ou consequências negativas. Não houve, efetivamente, os mesmos reflexos negativos que em demais setores do país”.

Para concluir, Paula define 2022 como um ano que “pode e deve ser diferente!”, e afirma que as perspectivas e análises são positivas. “Buscar o crescimento, o sucesso e as conquistas sempre nos remete a pensar em aumento patrimonial. Isso nunca mudou, não mudará e pensamos cada vez mais positivo a respeito”, conclui.

Daterra Imóveis, investimento seguro onde e como você desejar. | Avenida Eloy Chaves, nº 201, Centro | (67) 3509 7474 |

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CONTEÚDO PATROCINADO
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.