Cultura

Em ‘Arremessando Alto’, Adam Sandler explora seu viés dramático enquanto declara seu amor ao basquete

“Estrelando o mais novo lançamento da Netflix, (...) Sandler novamente revela ser um grande ator quando o trabalho o permite ser dessa forma”

Válter Soares de Souza Júnior*
03/07/22 às 16h00

Vinicius de Moraes estava coberto de razão quando disse que é melhor ser alegre que ser triste. Contudo, essa afirmação não se aplica totalmente à carreira de Adam Sandler, que em incursões recentes em território dramático, entregou atuações menos afetadas e, consequentemente, mais próprias da intersecção entre o riso e o choro que o ator constantemente busca alcançar em seus filmes.

Estrelando o mais novo lançamento da Netflix, o longa-metragem ‘Arremessando Alto’, Sandler novamente revela ser um grande ator quando o trabalho o permite ser dessa forma.

Na trama, Stanley Sugerman (Sandler) é um olheiro veterano da NBA trabalhando para o Philadelphia 76ers. Durante uma viagem de trabalho para a Espanha, ele conhece o talentoso amador Bo Cruz (Juancho Hernangómez) jogando basquete na rua. Apesar de não ter experiência profissional, Stanley vê promessa em Bo e decide levá-lo para os Estados Unidos mesmo quando seu time não acredita no talento do jovem espanhol.

(Foto: Netflix/Divulgação)

É uma trama típica de esporte e superação que se desenvolve de maneira relativamente previsível. O longa tem um roteiro que segue à risca todas as convenções de filmes de esporte, dispondo de poucas nuances e, claro, uma linguagem cinematográfica demasiadamente publicitária e comercial. Temos o jovem dotado de um talento nato, mas que precisa superar seus demônios internos para atingir seu potencial. O treinador calejado que desperdiçou sua carreira de atleta por conta de um erro idiota e tenta reparar as frustrações do passado; e daí por diante.

Não tem nada aqui que já não tenhamos visto antes e tudo é conduzido de maneira que não há grandes surpresas. Porém, o filme consegue envolver por conta da narrativa deveras emocional. Adam Sandler é ótimo em apresentar o semblante cansado de Stanley, alguém que está ocupando uma função por mais tempo do que gostaria. Ao mesmo tempo, toda vez que o personagem abre a boca para falar de basquete, Sandler deixa transparecer a paixão que o olheiro tem pelo esporte.

Narrativa

Do mesmo modo, o ator mostra um cuidado genuíno com Bo e um afeto verdadeiro pela esposa interpretada por Queen Latifah. Há ambivalência, ainda, à ousada escolha do diretor Jeremiah Zagar em usar jogadores reais da NBA como atores. Ganha-se bastante nas cenas que envolvem o jogo em si, que se tornaram bem reais. Todavia, perde-se em qualidade de atuação. Ainda assim, o jovem Juancho Hernangómez é competente em mostrar a confiança de Bo na quadra, bem como as inseguranças e imaturidade dele fora dela.

Majoritariamente localizada em Filadélfia, a narrativa é cheia de elementos urbanos da cidade e o fascínio dos cidadãos pelo esporte, inclusive com excelentes sequências passando pelos jogos de rua e o grafismo de fãs da região. Além disso, a obra é um festival de referências, com uma enorme lista de participações especiais de estrelas e lendas do basquete, treinadores, personalidades televisivas e até sucessos do YouTube. Inegavelmente, existe um desejo sincero da produção em desenvolver o cenário cultural da NBA. 

Nesse sentido, ‘Arremessando Alto’ possui um roteiro simples, pautado no discurso motivacional de que talento sem esforço não significa nada. Não reinventa a roda dos filmes esportivos e nem possui tal ambição. Na verdade, funciona como um paralelo para a carreira do próprio Adam Sandler, que sempre ressurge quando todos duvidam de sua capacidade. Triste ou alegre, o ator prova com trabalhos como este que qualquer mediocridade é meramente opcional.

Título Original: Hustle

Estreia: 3 de junho de 2022 (EUA)

Duração: 117 minutos

Gênero: Drama/Esporte

Direção: Jeremiah Zagar

Elenco: Adam Sandler, Queen Latifah, Ben Foster, Juancho Hernangómez, Robert Duvall.

(Foto: Arquivo pessoal)

*Válter Soares de Souza Júnior é jornalista, pesquisador e entusiasta das mídias. Cinéfilo, com aprofundamento em críticas cinematográficas pelo Espaço Itaú de Cinema. Apaixonado por música e pelos esportes. Enquanto o Timão existir, estará sempre do lado alvinegro da Força!

** Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

Gostaria de ter artigos publicados no Hojemais Araçatuba? Entre em contato pelo e-mail redacao@ata.hojemais.com.br 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CULTURA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.