Cultura

Músico de Birigui estreia trabalho autoral

EP "As Palavras Sem Poder”, de Renan Augusto Dias, está disponível nas plataformas digitais

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
15/06/22 às 17h30
(Foto: Flávia Baxhix/Divulgação)

O músico Renan Augusto Dias, 29 anos, de Birigui (SP), lança nesta quarta-feira (15) o EP “As Palavras Sem Poder”, seu trabalho de estreia pelo selo Curva. As faixas estão disponíveis e podem ser ouvidas em todas as plataformas de streaming ( clique aqui ). 

No EP, as músicas ilustram dois momentos diferentes, um antes do período de isolamento causado pela pandemia, e outro no auge da crise mundial. 

Segundo o músico, a ideia inicial era unir duas músicas mais antigas e duas inéditas. “Reparei que esses pares de músicas acabaram definindo muito bem duas fases completamente diferentes da minha vida e do mundo, num todo. Como se fosse um Lado A e Lado B nessa divisão natural das coisas”, explica Dias.

O EP traz as músicas inéditas "Postergar", que abre o trabalho, “Polaroid”, “Quase Certo” e “O Avesso é o Meu Melhor Lado”. Todas as músicas que foram produzidas por Bryan Baietta, com exceção de “Polaroid”, que ficou a cargo do produtor Alexandre Soares. 

Juntas, as faixas fazem uma linha do tempo, começando pela época do isolamento e finalizando com as letras que transmitem mensagens de esperança. “Acho que o que conecta as músicas é exatamente essa impressão de 'tempo' que cada uma delas traz. É como se contassem uma história de uma pessoa apaixonada e corajosa, que depois de um tempo se desencoraja, posterga e reclama”, afirma.

“Estamos em tempos bem menos terríveis, querendo ter sentimentos e pensamentos mais próximos do que tínhamos antes do mundo passar por tudo isso. Dessa forma, acho que cabe aqui uma licença poética pra inverter essa cronologia e terminar o EP evocando tempos melhores como antes”, completa.

Pop Folk

Além dessa linha do tempo que conecta todas as canções, há outro elemento presente em todo o trabalho: o pop folk, executado por ele com violão, além do baixo e da bateria. Essa característica surgiu organicamente, segundo Dias, e se distingue de outros trabalhos autorais, como a música "Khanimambo", que significa “obrigado” em changana/xangana, um dos principais dialetos falados em Moçambique, e que integra o repertório da banda Tropicadelia.

"Talvez tenha surgido naturalmente, porque como minhas letras falam coisas mais 'concretas', acho que essa sonoridade dá o devido destaque à mensagem", frisa. 

Dias tem a bateria como seu primeiro instrumento, que começou a tocar aos 12 anos. Além de integrar a banda Tropicadelia, é o detentor das baquetas da Código de Conduta. 

Capa

A foto da capa, da fotógrafa e artista multimídia Flávia Baxhix, reforça a ideia de sentimentos antagônicos abordada nas músicas.”Levei a ideia para o maquiador Bruno Herrera e ele pensou nessa onda quase bifásica, mesmo. Com metade do rosto machucado, com o olho roxo, representando as porradas da vida, e a parte colorida e com formas arredondadas representando a bonança e a calmaria do outro pedaço”, finaliza. 


Ficha Técnica:
EP As Palavras Sem Poder
Voz e violão: Renan Augusto Dias
Guitarra: Bryan Baietta (em “Postergar”, “Quase Certo” e “O Avesso…”) e Alexandre Soares (em “Polaroid”)
Baixo: Renan Augusto Dias (em “Postergar”, “Quase Certo” e “O Avesso…”) e Eduardo Martinez (em “Polaroid”)
Bateria: Renan Augusto Dias
Synth/Teclado: Bryan Baietta (em “Postergar”, “Quase Certo” e “O Avesso…”) e Alexandre Soares (em “Polaroid”)
Arranjo, produção, mix e master: Bryan Baietta (em “Postergar”, “Quase Certo” e “O Avesso…”) e Alexandre Soares (em “Polaroid”)
Gravações: Baietta Produções, TruePeak Studio e Casa Yelena.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CULTURA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.