Cultura

Prefeitura de Araçatuba abre licitação de quase R$ 1 milhão para restauro de museu

Licitação tem como objetivo contratar empresa para executar as obras do projeto de restauração e recuperação da casa do engenheiro-chefe do complexo ferroviário de Araçatuba

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
20/05/22 às 18h00
(Foto: Manu Zambon/Arquivo Hojemais Araçatuba)

A Prefeitura de Araçatuba publicou nesta sexta-feira (20), no Diário Oficial Eletrônico, edital de tomada de preços para restauro e recuperação da casa do engenheiro-chefe do complexo ferroviário de Araçatuba, que abriga o Museu Histórico e Pedagógico "Marechal Cândido Rondon". 

A licitação tem como objetivo contratar empresa para executar as obras do projeto de restauração. Os envelopes "habilitação" e "proposta de preços" deverão ser entregues até o dia 9 de junho, às 9h, na sala de licitações da Prefeitura. 

Segundo edital, o valor orçado pelo município para custear as obras e serviços é de R$ 990.437,92. De acordo a Prefeitura, o orçamento será bancado pelo tesouro municipal. No julgamento das propostas de preços, será levado em consideração o tipo de licitação de menor preço global.

Projeto

Em entrevista ao Hojemais Araçatuba , em janeiro de 2021, a secretária de Cultura, Tieza Marques, explicou que o projeto de restauro contempla estrutura do prédio (cobertura, paredes, drenagem na parte externa, parte elétrica), restauro das estruturas de madeira (portas, janelas, balaustradas, piso interno, forro) e paisagismo. Além do projeto de restauro, o museu deverá ganhar banheiros acessíveis, comentou Tieza na época. 

Segundo Tieza, o valor da obra seria custeado com a sobra do duodécimo que a Câmara devolveu para a Prefeitura, no final de 2020. O valor do cheque entregue para a Prefeitura era de R$ 4,6 milhões. 

Linha do tempo 

O museu está fechado desde janeiro de 2017 por problemas estruturais. Em 2019, a Câmara de Araçatuba chegou a aprovar um projeto que autorizava a Secretaria de Cultura a remanejar R$ 350 mil para a reforma da casa do engenheiro-chefe. O projeto é de autoria do Executivo e solicitava autorização para abertura de crédito especial de verba a ser utilizada na revitalização do espaço. 

O projeto de restauro do museu ficou pronto no mesmo ano, em 2019, porém, após ser submetido a análises, o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Araçatuba alertou sobre a gravidade dos danos na parte de edificação e orientou que a pasta procurasse o Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico).

Em 2020, o Hojemais Araçatuba fez uma reportagem, onde a Prefeitura alegou que fez as alterações no projeto, a pedido do órgão estadual, mas que o processo ficou parado no Condephaat. Por sua vez, a pasta havia afirmado que não tinha recebido o projeto com as devidas mudanças. 

Depois de todo esse histórico, a Prefeitura chegou a afirmar no início do ano passado, que o museu seria revitalizado no primeiro trimestre de 2021, fato que não ocorreu. Na justificativa, Tieza disse que o processo de elaboração do projeto arquitetônico demorou para ser finalizado, já que teve que ser feito praticamente do zero, com as alterações do Condephaat. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  30/06/22 às 19h33
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CULTURA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.