Opinião

Mito da empresa perfeita

Assumir o erro e se colocar à disposição para encontrar a solução, fortalecerá a empresa em detrimento ao mito da organização perfeita

Walter Roque Gonçalves*
22/10/21 às 17h44

É como diz o ditado popular: “Perfeito, somente Deus!”. As falhas são elementos intimamente ligados à natureza humana e é no esforço de superá-las ou evitá-las que se cresce e evolui.

Portanto, não há empresas perfeitas e - na expectativa de atrair e manter talentos na empresa - afirmar "a empresa é perfeita" é no mínimo um exagero.

As falhas, quando no processo de aprendizado e contando com o esforço para acertar, são bem-vindas. 

Os pontos fracos da organização estão cada vez mais expostos nas redes sociais: reclamações são facilmente registradas na internet e com a possibilidade de “engrossar o  caldo" com outros clientes insatisfeitos. O site Reclame Aqui recebe milhares de consultas de consumidores ávidos por conhecer melhor a reputação dos seus fornecedores.

Para as empresas, assumir o erro e se colocar à disposição para encontrar a solução, fortalecerá a empresa em detrimento ao mito da organização perfeita.

É neste sentido a matéria de capa de Nataly Puglies, Revista Você RH, edição de outubro de 2021. Márcio Thutor diz que “É possível sonhar e realizar lugares incríveis; agora, perfeito nunca será. (...) O que se espera hoje é que as pessoas digam que a empresa faz sentido em sua vida. Quando a companhia atinge isso, tem engajamento e resultado.”

Neste sentido, focar no propósito e contar com pessoas que carregam na bagagem falhas, mas querem acertar, é o caminho.

O ambiente empresarial é um organismo vivo, com questões que podem ser controladas e outras não. É como diz Gil van Delft, presidente do PageGroup no Brasil, consultoria de recrutamento executivo: “O trabalho não é algo constante. As empresas são organismos vivos. (...) Você pode ter o sonho de um trabalho que lhe dê equilíbrio para ajudar a realizar ambições fora dali, mas achar que será sempre perfeito é mito”.

As falhas são na verdade o caminho da empresa em direção à perfeição, mesmo que o destino nunca chegue, o ato de se movimentar mantém a evolução da empresa.

(Foto: Arquivo pessoal)

 

*Walter Roque Gonçalves é professor na America Business School/FGV e consultor de resultados.

** Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

Gostaria de ter artigos publicados no Hojemais Araçatuba? Entre em contato pelo e-mail redacao@ata.hojemais.com.br  

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM OPINIÃO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.