PET

Pet tremendo pode ser sinal de doença

Existem diversas situações que podem resultar em quadro de tremedeira no corpo do pet, mas para identificar o motivo, é necessário que outros sintomas estejam aparentes

Sérgio Dias - Especial para o Hojemais Araçatuba
10/04/22 às 10h00
(Foto: Divulgação)

Não necessariamente um cachorro tremendo pode ser sinal de doença. Essa situação pode atingir os cães que sofrem com problemas físicos, emocionais ou apenas quando ele está em estado de euforia.

Mas é preciso entender os motivos que podem causar tremores em um cão. “Quem tem animais de estimação sabe que existe uma grande dificuldade para identificar possíveis problemas de saúde. Em situações em que um cachorro treme, é necessário atenção”, orienta a veterinária Larissa Mitie. 

É preciso ter em mente que um cão tremendo nem sempre diz respeito a problemas de saúde. É comum que em momentos de animação, por exemplo, o animal apresente tremedeira constante, porém leve até se acalmar.

Existem diversas situações que podem resultar em quadro de tremedeira no corpo do pet, mas para identificar o motivo, é necessário que outros sintomas estejam aparentes.

O que pode provocar tremedeira?

Em casos mais frequentes e menos perigosos, o frio pode causar tremedeira, assim como ocorre com os humanos, pois os animais são sensíveis às baixas temperaturas. Nesse caso, o problema é fácil de resolver. Busque aquecer o animal com roupinhas, uma cama confortável, cobertores e, o mais fácil de tudo: muito carinho. Se mesmo aquecido o cachorro continuar tremendo, busque um veterinário para entender o que pode estar acontecendo além do frio.

Outro fator de tremedeira é o medo. Assim como nós temos algumas respostas físicas quando estamos em uma situação de risco, os pets também podem tremer de medo. Isso é bastante comum em animais que ainda são filhotes, já que eles não estão acostumados ainda com o novo ambiente. Neste caso, é ideal que o tutor tenha paciência e ofereça conforto, para que ele se acostume com o novo lar.

Encontrar um cachorro tremendo também pode significar que o animal comeu algo tóxico. É importante ressaltar que mesmo em nossos lares há substâncias perigosas para os cães como produtos de limpeza, até mesmo o que parece ser muito bom, como doces e chocolates, podem causar sérios problemas. 

Além de tremer, o cachorro pode ter sintomas como vômitos, apatia ou perda de consciência. O recomendado é buscar auxílio veterinário o mais rápido possível. 

Dores e ansiedade

Outra causa de tremedeira nos cães também está relacionada com dores no corpo. Pode ocorrer quando o pet sofre um trauma ou está doente. Geralmente, é associada a outros sintomas, como apatia, choros ou dificuldade de se locomover. Neste caso, é imprescindível que você busque ajuda de um médico veterinário.

Estímulos externos, como o som dos carros na rua, alarmes, gritos e outros barulhos muito altos, como fogos de artifícios, podem causar medo no cão e, consequentemente, tremores.

A ansiedade em cães também é um problema bastante recorrente e que resulta em situações de tremores. Além de provocar alterações no comportamento do pet, fazendo-o ficar mais apático e sem vontade de se exercitar ou brincar.

Frequência

Como você já deve ter notado, existem muitos motivos que podem levar a um cão a tremer, por isso é necessário fazer uma análise de toda a situação. Lembre-se do histórico do pet e se ele já passou por algum desses problemas. Sempre olhe como um todo. Está um dia frio? Há outros animais ou pessoas por perto? Essa é uma situação que ocorre com frequência?

Após perceber que o seu cachorro está tremendo, é importante analisar pelo menos três fatores: com que frequência isso acontece, qual a intensidade do problema e em que situações isso fica mais evidente.

Independente de qual seja as respostas, é essencial que você busque ajuda de um médico veterinário e tenha todas as informações para que ele consiga ter um melhor diagnóstico da situação. Independentemente da origem da tremedeira, seja ela física, emocional ou psicológica, o veterinário vai conseguir identificar a causa e indicar o melhor tratamento.

 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM PET
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.