Polícia

Presidente da OSS Irmandade da Santa Casa de Birigui se apresenta e é preso

Ele é um dos 64 investigados que tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça, mas não tinha sido localizado

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
01/10/20 às 12h38
Operação aconteceu na terça-feira e o presidente da OSS não tinha sido localizado (Foto: Lázaro Jr./Hojemais Araçatuba)

O presidente da OSS (Organização Social de Saúde) Irmandade da Santa Casa de Birigui (SP), Cláudio Castelão Lopes, 65 anos, também conhecido como Tico, se apresentou à polícia no final da tarde de quarta-feira (30) e foi preso.

Ele é um dos 64 investigados na Operação Raio X, deflagrada pela Polícia Civil na terça-feira (29), por suspeita de participar de uma suposta organização criminosa especializada no desvio de dinheiro público da área da Saúde. Durante a operação policiais realizaram buscas em endereços ligados a ele, que não foi localizado e era considerado foragido.

O Hojemais Araçatuba apurou que ele foi diretamente à cadeia de Penápolis, acompanhado de dois advogados, e a prisão temporária decretada pela Justiça de Penápolis foi cumprida.

Ela inicialmente é pelo período de cinco dias e nesse prazo Lopes deve ser conduzido para prestar depoimento. Se considerar necessário, a polícia poderá representar pela prorrogação da prisão.

A reportagem não conseguiu falar com a defesa e a OSS informou que está colaborando com as investigações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carro

Em janeiro, a policiais civis estiveram na casa do presidente da OSS e na sala dele no hospital, em cumprimento a mandado de busca e apreensão.

Conforme noticiado pelo Hojemais Araçatuba na ocasião, o objetivo era apreender aparelhos eletrônicos, documentos e um veículo VW Gol que seria alugado pela irmandade e que estaria com ele.

Na ocasião o carro não foi localizado, porém, na mesma tarde ele apresentou o veículo à polícia.

Imagem: Ilustração

Balanço

Nesta quinta-feira a Polícia Civil divulgou um novo balanço da Operação Raio X, que já chega a 51 prisões, sendo 45 temporárias, do total de 64 mandados expedidos pela Justiça. As outras seis foram prisões em flagrante.

Durante os cumprimento dos 237 mandados de busca foram apreendidas três aeronaves, 47 veículos, 15 armas de fogo, 56 joias e R$ 1,8 milhão em dinheiro.

LEIA TAMBÉM
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.