Viver Mais

Amor pelos patins: grupo de voluntários ensina prática em Araçatuba

Let´s Bora foi criado no município há um ano e meio e ensina, gratuitamente, pessoas que querem aprender a patinar

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
14/11/21 às 16h24
(Foto: Manu Zambon/Hojemais Araçatuba)

O estudante de direito Junio Aquino, 25 anos, de Araçatuba (SP), enfrentou a depressão no começo da pandemia. Orientado por um profissional, procurou refúgio nos esportes. Ele, que já praticava cross fit, chegou até os patins por meios de uma colega.

Como não tinha o equipamento, pegou os patins emprestados com a amiga. Foi aprendendo aos poucos, na prática e vendo vídeos na internet sobre dicas para iniciantes. Em quatro meses, depois de muitas quedas e ralados e de ter gasto 32 rodinhas dos patins emprestados, Aquino aprendeu a patinar e fazer manobras.

Porém, o estudante, que também trabalha como técnico de som e cinegrafista, não quis guardar o que aprendeu só para ele e decidiu ajudar mais pessoas. E foi assim que, há um ano e meio, surgiu o projeto Let´s Bora, que ensina voluntariamente quem deseja aprender a prática de patinar.

Junio Aquino (Foto: Manu Zambon/Hojemais Araçatuba)

“Começamos com uma, duas pessoas. Depois já estávamos em dez e logo em seguida, 60. Um indicava para o outro. Os patins me ajudaram com a depressão. Se fizeram bem pra mim, poderiam fazer para os outros”, afirma.

O grupo já contou com mais de 100 pessoas, incluindo famílias inteiras, jovens e praticantes mais velhos, que se reúnem aos domingos de manhã, das 9h às 11h, na praça Getúlio Vargas. Todos são bem-vindos, principalmente aqueles que nunca andaram de patins e sempre quiseram aprender. O grupo também posta informações no Instagram sobre os encontros. 

Além de Aquino, que atua como professor, o Let´s Bora ainda conta com outros professores voluntários, que aprenderam ou se aperfeiçoaram por meio do projeto e agora ajudam os iniciantes.

Além das aulas, os participantes mais avançados também se encontram na praça e saem para fazer o percurso na rua, em grupo, com a presença e orientação de professores.

Sirlei ficou dez anos sem praticar a patinação (Foto: Manu Zambon/Hojemais Araçatuba)

Reencontro

Aos 52 anos, Sirlene Aparecida Costa viu no grupo uma oportunidade de voltar a andar de patins. Ela conta que andava desde os 15 anos, quando morava em outra cidade. Quando se mudou para Araçatuba, até encontrou um grupo para andar numa quadra, mas nos últimos dez anos, ficou sem patinar.

Sirlene frequenta o Let´s Bora há dez meses, comprou patins novos, porque o antigo já estava sem condições ideais, e reencontrou sua paixão antiga: patinar. “Não foi difícil voltar a patinar. A única dificuldade, quando andava só na praça, era não saber o freio em T e em A. Não me lembro nem como freava antigamente. O urban (trajeto na rua) é uma novidade pra mim, é uma sensação de liberdade. Sempre amei patins e me arrependo de ter parado por um período”.

Momento em família

Aline Ribeiro da Silva, 32 anos, tem duas filhas: uma de 4 anos e outra de 6. Descobriu o grupo quando comprou os patins de aniversário para a filha mais velha. Aline começou a frequentar o grupo, levando a menina para aprender, o que acabou incentivando a irmã mais nova a também querer andar de patins.

Aline com suas duas filhas e uma amiga delas (Foto: Manu Zambon/Hojemais Araçatuba)

“Eu não sabia nada de patins. Fui nas aulas, peguei gosto. Comprei patins para iniciante. para ir aprendendo. Minha maior dificuldade foi o medo, mas você vai ganhando confiança, o pessoal ajuda muito dando dicas. Aponta o que está errado”.

Agora, Aline já trocou seus patins por um equopamento mais avançado e faz percurso urbano, inclusive, com suas filhas, acompanhadas por demais integrantes.

“Participando do trajeto na rua, as meninas acabam tendo noção de trânsito, de obediência, porque precisa seguir as regras, o horário. É o nosso passeio em família, é um momento em que estamos fazendo algo juntas. Nossas manhãs de domingo são sagradas”, conta Aline.

Patinadores Araçatuba

O analista de sistemas Rodrigo Morbi, 41 anos, começou a andar de patins há dois anos, após uma separação. Conheceu Aquino na praça, ocasião em que foi criado o Let´s Bora. Morbi colaborou com algumas questões do grupo, como regras, e até havia iniciado uma para andar de madrugada pelas ruas, durante o isolamento.

Morbi deixou a administração do Let´s Bora para dar forma ao grupo Patinadores Araçatuba , com o objetivo de unir vários grupos de patinadores da cidade. Atualmente, as aulas acontecem aos domingos, às 16h, na praça Getúlio Vargas, e os treinos são durante a semana, às 19h30. Aos domingos, os participantes fazem o trajeto urbano, explorando a resistência do grupo percorrendo vários quilômetros.

“Uma vez feito o trajeto, a mente fica condicionada a entender que não é tão longe e assim já chegamos andar 60 quilômetros”, destaca.

O patinador também criou o perfil no Instagram Patinadores Noroeste Paulista para abranger outros grupos de patins da região, divulgando informações.

“O objetivo é divulgar a patinação e os grupos que existem em cada cidade, além da qualidade de vida, porque muitos vieram por estarem com depressão, sofrendo com estresse, término de relacionamento, e hoje estão muito melhores”, finaliza Morbi.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.