Geral

Com aulas 100% on-line, CESP capacita jovens para atuarem como monitores ambientais em Brasilândia

Em formato remoto há quase dois anos, Projeto Jovem Monitor Ambiental beneficiou adolescentes do município, visando fomentar ações e projeto voltados para a proteção do meio ambiente e soluções sustentáveis

Da Redação
01/12/21 às 11h20

A CESP – Companhia Energética de São Paulo, em parceria com o Instituto Votorantim e consultoria da Transforma.aí, conseguiu superar os desafios da pandemia do novo coronavírus e encerra o ano de 2021 com o total de onze jovens e adolescentes capacitados por meio do projeto Jovem Monitor Ambiental, em Brasilândia.

A iniciativa faz parte do Programa de Educação Ambiental da CESP, no âmbito do licenciamento ambiental da UHE Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera) junto ao IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais) e visa capacitar adolescentes de 12 a 18 anos do município para atuarem como embaixadores locais dos cuidados com o meio ambiente. Toda a metodologia do projeto, porém, teve de ser readequada para o formato online no ano passado, em decorrência da pandemia de Covid-19.

“Tivemos um grande desafio nos últimos meses, que foi o de manter o Jovem Monitor Ambiental diante da mais grave crise sanitária das últimas décadas. E, graças aos esforços do nosso time e dos nossos parceiros na iniciativa, o resultado superou nossas expectativas. Conseguimos ajustar todo o projeto para o formato remoto sem perder a sua essência. Pelo contrário. Os alunos não apenas entenderam a nova proposta como a estenderam para uma campanha de conscientização sobre queimadas no município. A CESP tem o compromisso de gerar e compartilhar riqueza de forma sustentável por meio da transformação das pessoas e da sociedade, processo que passa diretamente pela educação. Temos muito orgulho de fazer parte da vida desses jovens”, ressalta José Dimas – Consultor de Responsabilidade Social na CESP.

Entre 2020 e 2021, os jovens participaram de oficinas com temas como: Protagonismo socioambiental na sociedade; Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU (Organização das Nações Unidas); Programas ambientais da CESP e tecnologias ambientais de baixo custo.  A campanha de conscientização sobre queimadas, tema escolhido pelos próprios alunos, foi resultado de um dos temas trabalhados com os jovens e atingiu cerca de 400 pessoas.

De acordo com Felipe Raposo,  consultor da Transforma.aí – responsável pela execução das atividades em campo - durante o projeto, os jovens também aprenderam a utilizar um minhocário em casa para a produção de adubo. “Com atividades como esta, conseguimos demonstrar, de forma prática, a importância do consumo consciente, descarte correto e reaproveitamento de resíduos orgânicos, incentivando tanto os jovens quanto seus familiares a se engajarem nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU”, reforça.

Na segunda quinzena de outubro, os resultados do projeto foram celebrados em um festival de ações locais, que contou com o plantio de árvores na Escola Arthur Hoffig e na Praça Orineu A. Tomé, inauguração de uma horta comunitária e uma palestra sobre o bioma da região, que foi apresentada pela Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas. O evento reuniu cerca de 25 jovens e contou com a participação de representantes da CESP, Transforma.aí, e da administração municipal de Brasilândia, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

 

Sobre a CESP

A CESP – Companhia Energética de São Paulo – atua na geração e comercialização de energia elétrica. Fundada em 1966, a Companhia detém a concessão de duas usinas de geração hidrelétrica, instaladas nas bacias hidrográficas do Rio Paraná e do Rio Paraíba do Sul, no estado de São Paulo. Juntas, as unidades Engenheiro Sergio Motta (Porto Primavera) e Paraibuna somam 1.627 MW de capacidade instalada. 

Em 2020, as usinas geraram 9.064 GWh de energia, montante este que sustenta o objetivo de eficiência e que garante padrão de qualidade e de competitividade no setor. Faz parte da cultura da CESP gerar valor sem deixar de cumprir seu papel no âmbito socioambiental. Por isso, são desenvolvidos projetos de recuperação e conservação dos ecossistemas e da biodiversidade, assim como iniciativas com as comunidades das localidades em que a Companhia atua.

Com o processo de privatização da CESP, desde dezembro de 2018, a Companhia é controlada por uma joint venture formada pela Votorantim Energia e pelo Canada Pension Plan Investments (CPP Investments)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM GERAL
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.