Ciência e Tecnologia

Youtuber versus IA

"Para completar, a IA também alegou que pode ter sentimentos como felicidade, tristeza, alegria, medo, etc. E adivinha qual o maior medo dela?"

Cássio Betine*
11/07/21 às 17h00

Filipe Deschamps, um youtuber brasileiro que aborda temas sobre tecnologia e programação, gravou um bate-papo entre ele e uma das mais desenvolvidas IAs (Inteligências Artificiais) do mundo. E o resultado não foi apenas surpreendente, foi também assustador.

Na conversa, além da IA demonstrar que tem consciência sobre sua capacidade de também poder programar uma outra IA, ela assume que um dia poderá substituir os humanos em quase tudo que fazemos. Isso mesmo, essa foi a resposta da máquina. 

Outra resposta interessante veio com o questionamento sobre se ela seria capaz de cometer algum tipo de crime. E a resposta foi segura e direta: "sim". Claro que crimes cibernéticos, como manipulação ou falsificação de informações na esfera digital. E isso já aconteceu. No início deste ano, uma Inteligência Artificial se passou por um CEO (Chief Executive Office) de uma empresa de investimentos em Bitcoin, e deu um golpe de cerca de 17 milhões de dólares no mercado financeiro.

(Foto: Divulgação)

Em complemento a essa resposta, Duchamp questionou se ela também teria a competência de atuar como juiz, uma vez que, nessa situação, teria que julgar a si mesma. E mais uma vez, a resposta foi positiva, argumentando que além de poder ser melhor que os melhores juízes, também teria o discernimento necessário para realizar um julgamento imparcial. Segura essa!

Para completar, a IA também alegou que pode ter sentimentos como felicidade, tristeza, alegria, medo, etc. E adivinha qual o maior medo dela? Ficar sem acesso à internet (acho que não é só dela não!).

Sobre o bate-papo, há de se concordar que a IA já tenha saído em grande vantagem em relação ao seu interlocutor, pois em frações de segundo ela já tinha buscado todo tipo de informação a respeito dele, permitindo que pudesse organizar informações e elaborar respostas (e também perguntas) com maior precisão e assertividade.

Em artigo anterior, abordei o tema sobre a possibilidade de as futuras gerações já nascerem preparadas para programar sistemas, podendo com isso resolver problemas cotidianos, conectando ou combinando centenas de milhares de soluções digitais disponíveis na internet. 

Será que uma nova interação entre cérebro humano e digital está surgindo?

Confira o vídeo do bate-papo entre Deschamps e IA:

(Foto: Arquivo pessoal)

*Cássio Betine é head do ecossistema regional de startups, coordenador de meetups tecnológicos regionais, coordenador e mentor de Startup Weekend e pilot do Walking Together. Cássio é autor do podcast Drops Tecnológicos.

** Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

Gostaria de ter artigos publicados no Hojemais Araçatuba? Entre em contato pelo e-mail redacao@ata.hojemais.com.br

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.