Polícia

Homem é preso por furtar celular em loja de Birigui

Prefeito Leandro Maffeis ajudou na prisão; dona do aparelho recusou usar máscara e não foi ouvida

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
23/02/21 às 15h43
Prefeito Leandro Maffeis ajudou a deter o acusado, que confessou o crime (Foto: Reprodução)

Um homem de 28 anos, morador no bairro Ivone Alves Palma, em Birigui (SP), foi preso na manhã desta terça-feira (23), momentos após furtar um celular que estava para conserto em uma loja na avenida Nove de Julho, uma das principais da cidade.

O prefeito Leandro Maffeis (PSL) passava pelo local e ajudou a deter o investigado, que confessou o crime.

Segundo o boletim de ocorrência, o dono do estabelecimento, um comerciante de 40 anos, contou que estava dentro da loja fazendo manutenção em um aparelho. Ao virar-se para a área de atendimento, ele viu o acusado dentro da loja, já segurando um dos celulares que seriam consertados.

De acordo com ele, ao ser surpreendido, o acusado saiu correndo e passou a ser acompanhado por ele. Enquanto corriam pela rua, a vítima disse ao autor que se ele abandonasse o aparelho, pararia de segui-lo.

Após o pedido, o acusado colocou o celular sobre uma mureta na esquina da rua Barão do Rio Branco com a Nilo Peçanha, e continuou a correr, mas foi cercado por populares.

Batman de Birigui

Em uma postagem feita na rede social, o comerciante contou que somente depois percebeu que uma das pessoas que abordou o investigado era o prefeito Leandro Maffeis, que passava pelo local de carro e percebeu que tratava-se de um crime.

De acordo com o comerciante, o prefeito, que ele chamou de “Batman de Birigui” , conseguiu imobilizar o investigado e em seguida uma equipe da Guarda Municipal apareceu e o algemou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confessou

Na delegacia, o acusado assumiu ter furtado o celular, mas disse que agiu "na loucura", pois não tinha razões para cometer o crime. Ele explicou que tem trabalho registrado em carteira, mas está de licença médica por dois dias devido a dores nas costas.

O acusado foi preso em flagrante por furto e após ser ouvido na presença de um advogado, ficou à disposição da Justiça.

Sem máscara

A polícia conseguiu localizar a dona do celular furtado. Segundo a polícia, a mulher de 39 anos esteve na delegacia, mas estava sem máscara facial, que é obrigatória em espaços públicos.

Foi oferecida a ela uma máscara descartável, mas ela recusou usá-la, por isso deixou de ser ouvida.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.