Polícia

PM detém acusado comprar carro com golpe do falso depósito bancário

Confessou ter vendido em São José do Rio Preto um Vectra que comprou de forma fraudulenta em Presidente Prudente

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
20/01/21 às 19h42

Um funileiro de 61 anos, morador no Jardim Tóquio, em Penápolis (SP), foi detido pela Polícia Militar na terça-feira (19), acusado de praticar golpes na compra de veículos. Ele estava com um carro que tinha as rodas de um Vectra adquirido de forma fraudulenta em Presidente Prudente.

Os policiais tinham conhecimento de que um homem com um VW Gol de Penápolis estaria aplicando golpes naquela cidade e tiveram acesso a fotos dele, já conhecido por envolvimento em diversos crimes, principalmente estelionato.

Segundo o que foi informado, ele teria negociado um GM Vectra e feito o pagamento com depósito bancário. Ao consultar a conta, após entregar o carro e o recibo, a vítima descobriu que o envelope depositado estava vazio.

Identificado

Policiais que faziam patrulhamento no final da manhã de terça-feira viram o investigado com um Gol no cruzamento da avenida Bento da Cruz com rua Altino Vaz de Melo.

Os policiais notaram que o carro estava com rodas que seriam de um Vectra e decidiram abordá-lo. Questionado, o funileiro confirmou ter adquirido o carro mediante golpe em Presidente Prudente e revendido em São José do Rio Preto. 

Ele argumentou que poderia desfazer o negócio e conseguir o carro de volta e confirmou que as rodas que estavam no Gol pertenciam ao Vectra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Adulterado

O carro que estava com ele foi levado para a delegacia e durante vistoria, foi constatado que ele está com a numeração do chassi adulterada e que os vidros estavam sem os caracteres de identificação.

O investigado disse que o Gol pertence a um irmão dele, que estaria foragido. Ele alegou que não sabia que a numeração do chassi estava adulterada.

Cheques

A polícia também realizou buscas na casa do funileiro, na presença de um advogado. Foram encontrados cheques em branco em nome de terceiros e acessórios para veículos, entre eles rádios e alto-falantes, que foram apreendidos.

O investigado alegou que os acessórios encontrados na casa dele são antigos e que os cheques pertenceriam a um filho dele. Todo material e o carro foram apreendidos para perícia e após ser ouvido o funileiro foi liberado.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.