Viver Mais

Liberdade aos grisalhos: fios brancos já são tendência entre os mais jovens

Deixar os cabelos naturais e grisalhos pode não ser uma decisão fácil para quem está abaixo dos 40 anos, porém, com a pandemia, e até antes dela, homens e mulheres têm dado adeus à coloração, libertando os fios brancos com estilo

Manu Zambon e Thalia Paro - Hojemais Araçatuba
19/09/21 às 22h00
Bianca (Foto: Arquivo pessoal)

Cabelos grisalhos são sinais de que a idade está chegando? Nem sempre. Para muitos, os fios brancos aparecem desde cedo, seja por questões genéticas ou outros fatores, como emocionais. Quando isso é uma realidade, alguns optam em não colorir e assumir os fios brancos. 

Principalmente nessa pandemia, com o fechamento dos salões de beleza, homens e mulheres abriram mão da coloração para assumir seus fios naturais – e brancos. Inclusive, a moda também pegou entre as famosas, como a atriz Samara Felippo, que precisou dar uma pausa recentemente nos fios brancos por conta de um trabalho, e o ator Bruno Gagliasso, que também deixou os fios brancos na barba.  

Mas antes mesmo da pandemia, algumas mulheres já amavam ficar com os seus grisalhos, como é o caso da jovem Bianca Keiel Rossini, de 25 anos, de Araçatuba (SP), que decidiu parar de lutar contra os brancos e ficar do jeito que ela gosta: com os fios grisalhos. 

“Eu amo meu cabelo branco. Faz uns cinco anos que eu decidi que não vou mais mexer na coloração dele. Eu quero ver como ele vai ficar, acho que eu tinha uns 19 ou 20 anos quando eu decidi tudo isso”, conta.  
Como na maior parte das coisas na vida, tem quem não goste e não concorde com a decisão de Bianca, mas ela não se importa. 

Opiniões divididas

“Já sofri preconceitos, sim, principalmente pelo fato de eu ter 25 anos e ter 50% ou mais do meu cabelo todo branco. Muita gente, até da minha família já falou ‘nossa, cabelo de bruxa’ ou ‘vai cuidar’, ‘vai pintar’, ‘vai disfarçar ou pinta de loiro’. Todo mundo falava para eu cobrir os cabelos brancos, até alguns amigos falam isso. Eu não ligo, até entendo. Cada um tem sua opinião, mas eu gosto dele assim”, completou.

Mesmo tendo que lidar com a desaprovação de alguns, a jovem conta que também acontece o contrário e já foi até parada na rua por pessoas querendo saber mais sobre seu cabelo. 

“Eu sempre tive muita confiança no meu cabelo branco e acho muito legal. As pessoas me param na rua e falam ‘nossa, como você conseguiu chegar nesse tom de branco? ’, quem não entende de cabelo, acha que eu pinto ele. Eu sempre olho para a pessoa e falo ‘não, meu cabelo é natural’. Todo mundo tem a mesma reação falando ‘eu não acredito’. Então ao mesmo tempo que tem as pessoas que falam ‘abobrinhas’, tem as pessoas que elogiam. Ultimamente, recebo mais elogios do que críticas”, disse Bianca.

Alex (Foto: Arquivo pessoal)

Brancos na adolescência

O decorador de festas e eventos Alex Gardim Disposti, de Araçatuba, também não chegou aos 30 anos e já possui muitos fios brancos. Aos 28, ele conta que começou a ficar grisalho na adolescência, quanto tinha apenas 16 anos. 

“Eu achava que era muito cedo, mesmo sabendo que na minha família todos começaram a ter grisalhos precocemente. Mas na minha cabeça, não aceitava, por ser muito novinho, então comecei a colorir com preto azulado”.

Para manter os cabelos longe dos brancos, ele tinha que fazer coloração a cada 15 dias. Também chegou a optar por luzes, mas não gostou do resultado, retomando para a coloração preta. 

“Depois que comecei a trabalhar, na correria, às vezes esquecia de pintar o cabelo e começaram a aparecer muitos fios brancos. Meus colegas de trabalho começaram a elogiar e gostavam dos grisalhos. Mesmo eles elogiando, tinha vergonha de deixar os grisalhos à vista, até que chegou um ponto que não tinha mais como esconder e a manutenção começou a ficar muito cara”. Antes de completar 20 anos, decidiu libertar os frios brancos. 

Hoje, Disposti conta que todos acham seu cabelo bonito e charmoso e alguns até perguntam se são luzes. “Mas é 100% natural e sem químicas. Não me vejo mais colorindo ou tentando esconder meus fios brancos. Me olho no espelho e tenho muito orgulho dos meus grisalhos, inclusive até a barba já tem vários. Meu pai é 100% grisalho e amo o cabelo dele, sem contar que me sinto mais responsável e passa um ar de seriedade pras pessoas! Grisalhos empoe respeito e experiência de vida". 

Maria Augusta (Foto: Arquivo pessoal)

Votos

A farmacêutica e terapeuta integrativa Maria Augusta Coutinho também começou a ter cabelos brancos ainda na adolescência, com 18 anos. No início, ela não coloria e deixava os fios naturais, mas após cerca de dois anos, optou pelo procedimento. 

Hoje, ela tem 37 anos e faz oito meses que decidiu deixar os cabelos naturais. Antes da decisão, Maria Augusta conta que já tinha a ideia de deixar grisalho, mas com a pandemia, a vontade se tornou realidade. 

Na pandemia, a farmacêutica lembra que sua família pegou covid-19 e algumas pessoas precisaram ser internadas. Diante disso, fez um voto: se seus pais ficassem recuperados, iria desapegar da vaidade, cortando os cabelos curtos e parando de colorir.

"Os grisalhos vieram com esse propósito. Não imaginei que quando fosse cumprir meu voto, seria uma experiência tão legal. Estou adorando meu cabelo curto. Também fui fazendo um trabalho interno, de autoconfiança, autoaceitação. Hoje, recebo mais elogios do que quando pintava. Isso mostra que quanto mais a gente se fortalece internamente, mais isso vai se refletir no exterior. Está sendo uma experiência gostosa". 

Cabeleireiros dão dicas de como cuidar dos fios brancos

Cabelos brancos precisam de cuidados especiais? Como manter os fios bonitos, naturais e saudáveis, sem amarelar? Para responder todas essas questões, conversamos com alguns profissionais. 

O cabelereiro Phelipe Coqui Souza explica que os cuidados com o fio grisalho são os mesmos de qualquer cor de cabelo. "O cabelo grisalho natural, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, é um fio de mais espessura e muito mais força do que os fios jovens e escuros”, afirmou o profissional.

Para quem está passando pela transição, que geralmente dura mais de um ano, Phelipe deixa uma dica valiosa. “Para as pessoas que estão em processo de deixar os fios brancos, caso elas queiram, é possível usar tonalizantes naturais e pigmentos, até que os fios estejam em um bom tamanho. A pigmentação desbota com o tempo, então podem ser usadas por um curto a médio período sem que modifique a estrutura original dos fios”, diz Phelipe. 

Emerson Ferraz (Foto: Divulgação)

Evite os amarelados

O cabeleireiro e visagista Emerson Ferraz, do Espaço Visage, explica que o segredo para proteger os fios grisalhos são os produtos que contêm fatores de proteção contra ações externas, como sol, piscina, mar, chapinhas, secadores e babyliss, que esquentam em excesso e podem deixar os fios amarelados. 

"Para quem pensa que cabelos brancos sem coloração e sem química são apenas um sinal de libertação, se engana. Cabelos grisalhos precisam sempre estar bem hidratados, pois a falta de melanócitos, a famosa melanina que produz os pigmentos que dá a cor aos cabelos, deixa o fios mais expostos a agentes externos e influencia na hidratação do fio, deixando-o mais poroso e áspero", afirma Emerson. 

Nesse sentido, o visagista gosta de indicar alguns produtos específicos, como Dark Silver lowell ou Silver Slim, da Lowell. Ambos são indicados para neutralizar tons indesejados nos cabelos, deixando-os mais macios e brilhantes.  

Marco Aurélio (Foto: Divulgação)

Moda passageira

O cabeleireiro Marco Aurélio Sakamoto, da Casa MC, não é favorável aos cabelos brancos em pessoas mais jovens e afirma que a moda dos grisalhos é passageira, gerada mais pela situação da pandemia e isolamento social. "É claro que respeito o gosto individual de cada pessoa, mas nos últimos anos, tivemos muitas novidades tecnológicas na área da cosmética", pontua.

Para quem pensa em disfarçar os brancos, Marco recomenda o produto chamado Gloss Express, que colore apenas os fios brancos deixando os outros fios intactos, em poucos minutos. "É uma ótima opção para quem não quer mudar a cor dos cabelos e ainda assim manter a aparência, no mínimo, 10 anos mais jovem".  

Mas se a ideia é dar liberdade os fios brancos, o cabeleireiro recomenda a técnica de luzes, que ajuda a diminuir o contraste dos fios escuros. Para os grisalhos, Marco recomenda xampus, condicionadores e máscaras matizadoras que neutralizam o tom amarelado que os fios brancos tendem a adquirir naturalmente com a oxidação. 


 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.