Cotidiano

Menina de 1 ano morre com suspeita de Leishmaniose

A criança morava nas imediações do Jardim Flamboyant em Três Lagoas

Da Redação - Hojemais Três Lagoas
21/03/19 às 09h43
Reprodução

Uma criança de um ano de idade pode ter morrido em decorrência de complicações de Leishmaniose. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio do Setor de Vigilância Epidemiológica da Diretoria de Vigilância e Saneamento, desde a semana passada, investiga a morte da menina.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a menina veio a óbito no Hospital Estadual de Bauru no estado de São Paulo, na noite do domingo, 10 de março.

Mesmo antes de o caso ser oficialmente notificado, seguindo todas as exigências de confirmação de informações do Ministério da Saúde, as equipes do Setor de Endemias e Controle de Vetores e do Setor de Promoção da Saúde, de imediato iniciaram as ações de bloqueio químico, orientação à população e busca ativa, através de instalação de armadilhas do vetor da Leishmaniose.

Ao mesmo tempo, a equipe do Centro de Controle de Zoonoses procedeu à coleta de amostras de sangue de cães nas imediações do Jardim Flamboyant onde a família mora para exames laboratoriais de suspeita de contaminação de Leishmaniose.

No acumulado de 2019, Três Lagoas registrou oficialmente 25 casos suspeitos de Leishmaniose e todos esses casos foram descartados por que apresentaram resultado negativo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 COMENTÁRIOS
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2019 - Grupo Agitta de Comunicação.