Justiça

Bloqueados R$ 75 mi de responsáveis por esquema de pirâmide financeira

Decisão obtida por Promotoria atinge investigados na Operação Ponzi, deflagrada em Santa Fé do Sul

Da Redação - Hojemais Araçatuba
17/11/21 às 15h19
Foram apreendidos na operação 8 veículos; 4 embarcações; 1 moto aquática; e 1 aeronave (Foto: Divulgação)

A Promotoria de Justiça de Santa Fé do Sul conseguiu o bloqueio de R$ 75 milhões de pessoas físicas e jurídicas ligadas à empresa B&G Cred, investigada no âmbito da Operação Ponzi, por conta de esquema de pirâmide financeira que lesou diversos consumidores. A decisão é desta terça-feira (16).

De acordo com o promotor de Justiça Felipe Bragantini de Lima, autor da ação civil pública, a B&G Cred funcionava sem o registro no Banco Central do Brasil e Comissão de Valores Mobiliários, captando recursos financeiros de clientes com a promessa de pagamento de juros.

A empresa, contudo, não tinha meios para repassar os valores aos investidores. Ainda segundo o membro do MP-SP, o grupo precisaria do ingresso de novos clientes para manutenção do esquema, por isso se expandia rapidamente pelo interior de São Paulo.

Vítimas

O número de vítimas ainda não foi apurado, mas estima-se que seja na casa dos milhares, considerando todas as cidades em que a empresa vinha atuando. 

Deflagrada em 11 de novembro, a Operação Ponzi prendeu duas pessoas investigadas como líderes do esquema, que pode ter movimentado mais de R$ 100 milhões nos últimos anos. Mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Santa Fé do Sul, Santa Clara d’Oeste, Votuporanga, Bebedouro, Araçatuba, Casa Branca, Americana, Santana de Parnaíba e São Paulo.

Durante as diligências, as autoridades encontraram uma mansão, chácaras e um terreno às margens do rio Paraná, além de vários carros de luxo, uma aeronave e três embarcações de grande porte.

Um dos presos abriu dezenas de empresas e filiais em várias cidades do interior paulista, tendo como fachada a oferta de serviços de créditos de diversos bancos e prometendo altas taxas de juros, que chegavam a 6% ao mês.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  26/01/22 às 20h00
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM JUSTIÇA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.