Justiça

Justiça determina que CP ouça o depoimento do ex-vereador José Fermino Grosso

Medida atende defesa do prefeito Leandro Maffeis, que teve o pedido indeferido pela comissão sob fundamento que Fermino está com problema de saúde; o ex-parlamentar é o autor da denúncia de suposta fraude chamamento público emergencial para contratar a gestora do pronto-socorro municipal

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
02/12/21 às 19h16
Justiça determina que José Fermino Grosso sej convocado para depor pela Comissão Processante (Foto: Arquivo)

A Justiça de Birigui (SP) concedeu liminar determinando que o ex-vereador José Fermino Grosso seja convocado para prestar depoimento na CP (Comissão Processante) que investiga denúncia de suposta fraude no contrato emergencial de gestão do pronto-socorro municipal.

Foi ex-parlamentar que protocolou a denúncia na Câmara, resultando na instauração da investigação. A reportagem apurou com pessoas ligadas à família que Fermino foi diagnosticado com pancreatite grave aguda, que evoluiu para derrame pulmonar e insuficiência renal.

Ele permaneceu vários dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa, já recebeu alta, mas está dando sequência no tratamento domiciliar.  

Cópia do atestado médico que já foi apresentado à CP, em Birigui (Foto: Reprodução)

Pedido

O pedido para que ele seja ouvido pela CP foi feito pela defesa do prefeito Leandro Maffeis (PSL), por meio de mandado de segurança apresentado à Justiça, o qual foi protocolado no início da madrugada de quarta-feira (1), quando teve início as sessões de interrogatórios.

O argumento usado foi de que foi requerida à comissão que colhesse o depoimento de Fermino, mas o pedido foi indeferido sob fundamento de que o denunciante está com a saúde debilitada.

No mesmo mandado de segurança, a defesa pedia que fosse concedida liminar para suspender os trabalhos da comissão até que seja colhido o depoimento de Fermino, para garantir o amplo direito à defesa.

Decisão

No despacho feito pelo juiz da 3ª Vara Cível, Lucas Gajardoni Fernandes, não há menção ao pedido de suspensão dos trabalhos da CP. A defesa já teve um pedido de suspensão indeferido pela Justiça de Birigui, recorreu ao TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), que manteve a decisão em primeira instância. 

Ao decidir pela concessão da liminar, o juiz considerou que a CP não demonstrou que Fermino não possa ser ouvido em momento próximo, ainda que de forma remota.

“A prática de atos processuais de forma remota tornou-se realidade no Poder Judiciário durante a pandemia da Covid-19 e se encontra regulamentada pela Resolução 354/2020 do CNJ”, consta no despacho publicado nesta quinta-feira (2).

Estado de saúde

Apesar de ter concedido a liminar, o juiz da 3ª Vara Cível, Lucas Gajardoni Fernandes, citou que se for comprovada a impossibilidade médica de o ex-parlamentar prestar depoimento, mesmo que de forma remota, isso deverá a ser analisada oportunamente pela Comissão Processante.

“Em tal situação, caberá ao impetrado demonstrar, perante o Colegiado, a imprescindibilidade da prova, bem como a impossibilidade de que seja produzida por outros meios. Futura decisão tomada pela Comissão Processante sobre o assunto, por óbvio, poderá sofrer novo controle jurisdicional de legalidade, se o caso”, finaliza a liminar.

Providências

O presidente da CP, vereador José Luís Buchalla (Patriota), foi comunicado sobre a decisão no final da sessão de depoimentos ocorrida nesta quinta-feira, na Câmara de Birigui, pelo advogado Mauricio Cristovam de Oliveira Junior.

Ele informou que ainda não havia sido notificado dessa decisão e tomaria as devidas providências quando fosse intimado oficialmente.

Depoimento

Ainda em contato com pessoas ligadas a Fermino, a reportagem foi informada de que ele ainda não tem condições de saúde para prestar depoimento, por ainda estar debilitado.

Entretanto, foi informado que, caso ele tenha condições de prestar depoimento em uma data breve, que não atrapalhe o andamento dos trabalhos da comissão, terá todo prazer em confirmar todas as informações apresentadas por ele na denúncia, já que tem interessse no esclarecimento dos fatos.

Um atestado médico informando sobre as atuais condições de saúde do ex-parlamentar foi apresentado à comissão processante, segundo o que foi informado.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM JUSTIÇA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.