Política

Câmara de Birigui aprova investigação contra Salmeirão e vereador

Pedidos de abertura de Comissão Processante estão ligados indiretamente à operação Raio X

Aline Galcino - Hojemais Araçatuba
06/10/20 às 19h18

*Matéria atualizada

Pedido de abertura da CP contra o Batista foi feito pelo vereador Kal (Foto: Aine Galcino/Hojemais Araçatuba)

A Câmara de Birigui (SP) aprovou, na sessão desta terça-feira (6), pedidos de investigação contra o prefeito Cristiano Salmeirão (PTB) e o vereador Clóvis Batista (PSD).

Ambos os pedidos de abertura de CP (Comissão Processante) estão ligados indiretamente à operação Raio X, ação que tem como alvo suposto grupo especializado no desvio de dinheiro público da área da Saúde.

Os pedidos foram feitos pelos vereadores Benedito Dafé Gonçalves Filho (PSD) e Cláudio Barbosa de Souza, o Kal (DEM), respectivamente.

De acordo com Dafé, o prefeito infringiu artigo do decreto-lei nº 201, de 27 de fevereiro de 1967, que dispõe sobre a responsabilidade de ocupantes de cargos no Executivo e Legislativo municipais.

O nome de Salmeirão aparece no relatório do desembargador do TJ-SP Ademir Benedito por ter sido citado por suspeitos em depoimentos durante as investigações policiais. Por ocupar cargo público, o prefeito de Birigui conseguiu na Justiça foro privilegiado. Assim, será investigado apenas pelo tribunal e não pela polícia local.

Aprovada

A abertura da CP foi aprovada por unanimidade. Não votaram Dafé, por ser autor do pedido, e o presidente da Câmara, Felipe Barone (Avante).

Farão parte da comissão os vereadores Clóvis Batista, Cláudio Barbosa de Souza, o Kal (DEM) e Rogério Guilhen (PSD).

Áudio

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A segunda comissão irá investigar o vereador Batista, também pelo suposto crime de responsabilidade e infração político-administrativa, no entanto, por causa de um áudio divulgado em redes sociais, onde Batista cita nomes de parlamentares que estariam envolvidos no esquema de desvio de recursos da Saúde.

No áudio, onde o vereador estaria respondendo ao questionamento de um munícipe sobre as investigações, Batista diz que está na Câmara há um ano e não se corrompeu, e ainda compara o órgão com a polícia. "Você entra se quer, você vê o que vale a pena. Eu acho que não vale a pena, não entrei e não entro. Mas eles se corromperam", diz em trecho divulgado.

A comissão foi aprovada por unanimidade. Não votaram o vereador Kal, por ser o autor do pedido, Batista e o presidente da Casa.

Farão parte da comissão Luiz Roberto Ferrari (PSDB), Eduardo Fonseca de Luca (PT) e Andrey Servelatti (Cidadania).

A única ausência na sessão foi a do vereador José Roberto Merino Garcia, o Paquinha (Avante), que foi preso na operação Raio X.

Vereadores acataram pedido de prefeito

Pouco antes do início da sessão, o prefeito Cristiano Salmeirão divulgou um vídeo em redes sociais onde pedia para os vereadores aprovaram a CP (Comissão Processante) que vai investigá-lo.

No vídeo, que tem pouco menos de dois minutos, Salmeirão disse que é o principal interessado em descobrir a verdade de tudo o que está acontecendo (referindo-se aos supostos desvios de recursos na área da Saúde) e por isso não se opõe à aprovação do requerimento do vereador Dafé.

Segundo ele, a atual gestão fez mais de 500 licitações, sem que tenha sido apontado nenhum superfaturamento, e explicou que os processos são feitos por funcionários efetivos com aprovação do Jurídico.

Em relação à Santa Casa, disse que o hospital possui "vida própria desde 2016" e que ele não tem o poder de decisão na entidade.

Acatado

O pedido de Salmeirão foi acatado pela base e a abertura da CP foi aprovada por unanimidade. No entanto, durante o uso do tema livre, aliados do prefeito discordaram do requerimento de Dafé deixando claro que a investigação tem que ficar sob o comando da polícia e poder Judiciário.

Líder do governo na Câmara, Andrey Servelatti pediu ainda para passar o vídeo de Salmeirão (onde ele faz o pedido pela aprovação) duas vezes.


*Matéria atualizada às 17h do dia 07/10/2020 para alteração da imagem e inclusão de informações

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2020 - Grupo Agitta de Comunicação.