Política

Água, saúde e emprego terão prioridade na gestão do prefeito eleito Leandro Maffeis

Em entrevista concedida ao Hojemais Araçatuba, Maffeis falou sobre a vitória nas urnas e os desafios para seu mandato em Birigui

Aline Galcino - Hojemais Araçatuba
17/11/20 às 18h56
Empresário foi eleito com 25.480 votos, o correspondente a 48,76% (Foto: Aline Galcino/Hojemais Araçatuba)

Os constantes problemas no abastecimento, a saúde e a geração de emprego estão entre os assuntos prioritários na gestão do prefeito eleito de Birigui (SP), o empresário Leandro Maffeis Milani (PSL) e de seu vice Francisco Carlos Gallindo, o Carlão (PSD).

Com 25.480 votos, o correspondente a 48,76%, o empresário se prepara para assumir uma Prefeitura num momento difícil, devido principalmente à pandemia de covid-19 e aos volumosos financiamentos feitos pela atual administração para obras.

Em entrevista concedida nesta terça-feira (17) ao Hojemais Araçatuba, o prefeito eleito falou sobre a vitória inesperada nas urnas e os desafios para seu mandato. Confira alguns trechos:

Vitória

Essa é uma vitória da esperança, da população biriguiense que esperava fazer justiça nas urnas, porque infelizmente Birigui foi alvo de escândalos e mais escândalos de corrupção. Montamos um time pequeno, que foi desacreditado por parte da população, mas tínhamos um ideal, que era mostrar para a população que faríamos uma campanha justa e honesta. A onda verde e amarela tomou conta da cidade. Visitamos todos os bairros, falamos com a população olho no olho e acho que a população entendeu nosso recado. No dia 15 de novembro tivemos nas urnas a voz do povo. Não precisávamos de pesquisa, precisávamos da voz do povo, que mostrou que Birigui, a partir do dia 2 de janeiro, será governada com transparência e dignidade. O dinheiro dos impostos que a população paga será revertido a ela e pra ela em benfeitorias.

Áreas prioritárias

A falta da água que é uma coisa que a população cobra demais hoje. Vamos tentar amenizar esse problema. Temos alguns projetos com pessoas técnicas já estudando isso para poder resolver essa situação. Com relação à saúde, que é outro ponto crítico, vamos ter que fazer mutirões para amenizar a fila de espera que tem hoje para cirurgias eletivas, consultas e exames. Outro fator é a geração de empregos, porque tivemos aí a pandemia e mais de 5 mil pessoas desempregadas. Precisamos fomentar nossas indústrias e mais do que nunca trazer novas para gerar emprego em Birigui.

Contratos da saúde

Nós sabemos que essa área é um vespeiro, vamos ter que abrir e rever contrato por contrato e se tiver irregularidade, abrir sindicância.

Estamos formando uma equipe técnica para que avaliem a possibilidade de ou aproveitar o formato que está, com gerenciamento de OS (Organização Social) ou retomar a intervenção para reorganizar e aí, sim, a Santa Casa passar a ser, de certa forma, privada, com a gestão do município.

Equipe de governo

Na segunda-feira descansamos. Hoje (terça) já estamos reunindo a equipe. Devemos anunciar a partir de segunda-feira (23) alguns nomes que vão compor nossa equipe técnica. São pessoas técnicas que vêm para assumir as secretarias e cargos, pessoas que têm conhecimento daquilo que vão assumir.

Secretarias

Precisamos enxugar a máquina pública. Infelizmente vimos que a Prefeitura virou um cabide de emprego. A reestruturação vai ser feita, estamos pensando. Hoje Birigui conta com 16 secretarias e devemos reduzir para 13. Na nossa visão, enxugando três secretarias, vamos conseguir uma economia anual de quase R$ 2 milhões, que podem ser revertidos para a população.

PSL

Recebemos ontem (segunda) ligações de vários deputados do PSL, da base do governo, que já nos abriram as portas em Brasília e São Paulo para gente já ir com projetos, porque em 2021 pode ter certeza que vamos ter muita verba e portas abertas em Brasília que é onde a gente quer levar projetos e trazer emendas.

Vice

(Carlão Gallindo) vai ajudar principalmente na parte de obras. Já que é mestre de obras há 26 anos, vou deixar essa parte com ele. Ele vai fiscalizar as obras, frotas e etc. Ele irá atuar também, porque é funcionário da população, tem que trabalhar. Esse foi um acordo que fizemos quando decidimos nos unir ao PSD. Enquanto ele fiscaliza as obras, eu irei buscar verbas. É uma coisa a menos pra eu pensar.

Obras em andamento

Vamos dar continuidade em tudo o que está andamento. Não existe esse negócio de ego. Já me perguntaram da Cozinha Piloto. Se ele (prefeito Cristiano Salmeirão-PTB) não terminar, nós vamos terminar. Não era o que eu queria, porque ali era para ser uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas agora não vou gastar mais R$ 300 mil para desmanchar e adequar novamente. Vamos concluir o que está em andamento. Tudo o que ele deixar, vamos acabar. Algumas coisas vamos ter que rever, tipo o parque ecológico que leva o nome do pai dele (Parque Valdemar Salmeirão), que está abandonado e fizeram algumas coisas que não podiam ter sido feitas.

Paço municipal

Não concordo em tirar a Prefeitura do Centro. Vamos reavaliar isso. O projeto inicial do Centro do Professorado era maravilhoso. Tem sete auditórios lá dentro e um dos projetos era auxiliar crianças com déficit de atenção. Birigui tem hoje mais de 3 mil crianças com déficit de atenção e essas crianças não têm suporte. Concordo que Birigui precisa de um centro administrativo maior e mais organizado, porém você não pode destruir um projeto bom para colocar outro projeto. Vamos reavaliar essa mudança, mas primeiro vamos entrar e avaliar o projeto como está para ver se há possibilidade de mudanças ou adequações.

Licitação da água

Também vamos reavaliar. Nossa intenção é furar o poço, mas com dinheiro da Prefeitura. Há um projeto para criação de uma autarquia para água em vez de concessão. O dinheiro da água será investido na água, que é o que acreditamos que tem que ser feito. Penápolis dá certo, Votuporanga dá certo, todo lugar dá certo, por que aqui não vai dar?

Dívida

Em dois anos acreditamos que só vamos pagar dívida e acertar a casa. Só depois, começar a governar e investir. Temos que organizar e não deixar que o dinheiro seja desviado. Tem dinheiro, tem arrecadação. Se administrar certinho, enxugar a máquina pública, a gente consegue.

CONTINUA DEPOIS DO VÍDEO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carreata da vitória será no sábado

A carreata em comemoração ao resultado das eleições municipais em Birigui, que inicialmente aconteceria nesta terça-feira (17), foi adiada para o sábado (21).

De acordo com Leandro Maffeis, houve vários pedidos de eleitores que não teriam condições de participar do ato durante a semana, por isso a alteração.

A concentração será na avenida Youssef Mansour, no bairro Alto do Silvares, local de onde costumeiramente saíram as carreatas organizadas contra o atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O horário ainda não foi definido, mas será divulgado por meio das redes sociais.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.