Política

Nas redes sociais, Kajuru ironiza resultado da pesquisa que aponta Pacheco como favorito à presidência do Senado

Em pesquisa do Estadão, o candidato Jorge Kajuru teve apenas dois votos

Da Redação
22/01/21 às 15h36
Quatro senadores disputam a Presidência do Senado em fevereiro( Agência Senado)

O senador Jorge Kajuru usou sua conta no instagram nesta sexta-feira, 22, para publicar e ironizar o resultado da pesquisa feita pelo Jornal Estadão onde mostra o senador Rodrigo Pacheco  do DEM-MG com 31 votos na disputa à presidência do Senado. A senadora Simone Tebet do MDB-MS com 27 votos e apenas dois votos outros candidatos. Vale ressaltar que Kajuru, é um dos candidatos que irão para a disputa da vaga. 

Na pesquisa publicada por ele,  é possível observar que 20 senadores não responderam a pesquisa e um não foi encontrado para falar sobre seu candidato favorito a vaga de presidente do Senado.

Enquanto isso, Simone Tebet segue firme e confiante no resultado das eleições que devem ocorrer no inicio de fevereiro. A senadora tem os votos da bancada do MDB, mais o apoio declarado de senadores do Cidadania, Podemos e PSDB, entre eles os votos individuais de Lasier Martins (Podemos-RS), Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), José Serra (PSDB-SP) e Mara Gabrilli (PSDB-SP), entre outros. 

Atual presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), se eleita, ela será a primeira mulher a presidir o Senado e o Congresso Nacional. A senadora defende a harmonia entre os Poderes, o fortalecimento das instituições e o papel decisivo do Legislativo.

Segundo a reportagem do Portal Terra, a disputa pela presidência do Senado chama atenção pelas particularidades que a competição assumiu. É a primeira vez na história do país, que uma mulher concorre com chances reais de vitória. Diferentemente do que ocorre na Câmara, a disputa não se dá entre grupos prós e contrários a Jair Bolsonaro, apesar de ser a Casa a dar a palavra final em um eventual processo de impeachment do presidente da República, caso algum dos pedidos de afastamento passe pelos deputados.

 

FILHA DO EX-PRESIDENTE DO SENADO

Simone Tebet é advogada e filha do ex-presidente do Senado Ramez Tebet (1936-2006). Ela iniciou a carreira política em 2002, como deputada estadual, após trabalhar 12 anos como professora universitária. Em 2004, foi a primeira mulher eleita para o executivo municipal e em 2008 foi reeleita para a prefeitura de Três Lagoas (MS). Também foi a primeira mulher a assumir o cargo de vice-governadora de Mato Grosso do Sul, na gestão do então governador André Puccinelli, em 2011. Foi ainda Secretária de Governo entre abril de 2013 e janeiro de 2014.

CANDIDATOS

Quatro senadores disputam a Presidência do Senado para os próximos dois anos, com eleição prevista para o início de fevereiro. Anunciaram as candidaturas Simone Tebet (MDB-MS), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), Major Olimpio (PSL-SP) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Novas candidaturas podem ser apresentadas até o dia da eleição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.