Justiça

Paquinha, Dr. Lauro e outros 25 têm a prisão preventiva decretada pela Justiça de Birigui

Agora são 35 réus com prisão preventiva decretada em processos de suposto desvio de dinheiro público da Saúde por meio de OSSs 

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
08/10/20 às 12h10
Imagem: Ilustração
O vereador Paquinha, de Birigui, está entre os réus que tiveram a prisão preventiva decretada (Foto: Divulgação)

A Justiça de Birigui (SP) acatou denúncia do Ministério Público, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) contra os agora réus em processo que investiga a suposta organização criminosa especializada em desvio de dinheiro da área de Saúde por meio de OSSs (Organizações Sociais de Saúde).

Além disso, foi decretada a prisão preventiva de 27 denunciados, entre eles, o vereador de Birigui, José Roberto Merino Garcia, o Paquinha; e do médico Lauro Henrique Fusco Marinho, que seria o braço direito do também médico Cleudson Garcia Montali, que seria o líder do suposto esquema criminoso.

Dr. Lauro ficou conhecido nacionalmente ao aparecer em reportagem no Fantástico sobre a Operação Raio X (Foto: Reprodução)

Famoso

Dr. Lauro ficou conhecido nacionalmente por ser o personagem principal de reportagem exibida no último domingo (4) no Fantástico, da Rede Globo, sobre a investigação que resultou na Operação Raio X, deflagrada em 29 de setembro pela Polícia Civil de Araçatuba.

Segundo a investigação, ele é dono de uma adega avaliada em mais de R$ 1 milhão, localizada na casa dele no condomínio Passaredo, em Birigui. Além disso, a reportagem exibiu vídeo dele na piscina de um hotel de luxo no México, durante viagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

35 presos

Dentre os 27 réus que tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça de Birigui, nove também respondem criminalmente em processo que tramita na Justiça de Penápolis, inclusive Cleudson.

Com as prisões preventivas decretadas pela Justiça de Birigui nesta quinta-feira, sobe para 35 o número de réus com a prisão temporária convertida em preventiva. Alguns deles são considerados foragidos.

LEIA TAMBÉM
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM JUSTIÇA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.